quinta-feira, 20 de agosto de 2015

CIDADE TURVA

U
m choque...
 Surgiu em uma noite escura
Uma lágrima turva.
Numa cidade oculta
De dor na nuca
Apareceu o dia
Dilatando o seio.
Uma mulher nua
Na vida crua
Oferecendo o ventre

Ao pôr-do-sol.
Vejo o por-do-sol nas montanhas longínquas,
Fico a contemplar a liberdade que enamora os pássaros...
Esse cenário me trás saudades suas.
Guarde com você o meu beijo como relíquia
daquilo que desejamos conquistar.
Te espero de corpo e alma.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Grãos Derramados na Via Sacra


A poesia abre as portas do coração à arte que vê a existência humana como uma viagem inesquecível. As narrativas poéticas desenham com palavras o percurso do homem nas intrigas da sociedade, enquanto o lirismo Romântico aplaude de pé as conquistas vividas sem perder de vista a relação com o sagrado.

Filhos da Primavera

LUCA é um jovem que não sabe lidar com seus conflitos. Se insere desde adolescente a um grupo que compartilha da mesma angustia. Assim que chega ás drogas, aparece-lhes as divergências que dividem suas opiniões.Luca é vitimado pelo ódio de Danilo. A trama da vingança o leva a caminhos inimagináveis. Beatriz o conduz ao resgate de si mesmo, propondo o equilíbrio ao evidenciar a arte e a magia. Grãos Derramados na Via SacraA poesia abre as portas do coração à arte que vê a existência humana como uma viagem inesquecível. As narrativas poéticas desenham com palavras o percurso do homem nas intrigas da sociedade, enquanto o lirismo Romântico aplaude de pé as conquistas vividas sem perder de vista a relação com o sagrado.